segunda-feira, 30 de outubro de 2006

ABRAÇA-ME A ALMA

Sentada no álgidobanco da espera,devaneando esquivas figurasque sequer viam-me tamanho olhar,indiferente, imperceptível,alma fria, seca, vazia...

Repensando vidasentindo arrepio agro,da falta do carinho,buscando no relentoo abraço que mealenta, acalma, aquece-meem fio.
Chega e abraça-mevento, consola-me vazio,Brilho ofuscanteEm tez de minha almaConforta caminho.
Abraço ardente
Destrói o vazio queimado do frio,
Alivia, libera, energiza!
Eclode em minha alma
O abraço surdiu
Comentários:
De bluelino a 1 de Novembro de 2006 às 07:05
Fico feliz por estares feliz continua pois como te disse uma vez isto de blogs ainda acaba em vicio lolUm beijinho do Rui

Um comentário:

Anônimo disse...

Aprendi muito

**A MINHA MÚSICA**



ñ