domingo, 23 de setembro de 2007

SERÁ O AMOR?

SERÁ O AMOR UMA PALAVRA COMPLEXA?
ALGO QUE POUCOS SABEM EXPLICAR SEU REAL SENTIDO?
O AMOR DÓI EM MIM, O AMOR DE TODOS OS DIAS.
ESTE AMOR ME EMBRIAGA,ME MATA DE PRAZER.
OUTRORA ME FAZ SOFRER,E MATA,CORRÓI.
O AMOR É ALGO NATURAL QUE SURGE DO NADA,
ALGO CONSTRUIDO DIA APÓS DIA.
PARA ALGUNS,A RAZÃO DE VIVER.
ESTE AMOR ME MANTÉM,E ME FAZ QUERER
SONHAR MAIS E MAIS.
SERÁ O AMOR A RAZÃO DE ESTARMOS AQUI?

domingo, 9 de setembro de 2007

O AMOR (SONETO)

AMOR É FOGO QUE ARDE SEM SE VER
É FERIDA QUE DÓI E NÃO SE VÊ
É UM CONTENTAMENTO DESCONTENTE
É DÔR QUE DESATINA SEM DOER
É UM NÃO QUERER MAIS,QUE BEM QUERER
É SOLITÁRIO ANDAR POR ENTRE A GENTE
É NUNCA CONTENTAR-SE DE CONTENTE
É CUIDAR QUE SE GANHA EM SE PERDER
É QUERER ESTAR PRESO POR VONTADE
É SERVIR A QUEM VENÇE,O VENÇEDOR
É TER QUEM NOS MATA A LEALDADE
MAS COMO CAUSAR PODE SEU FAVOR
NOS CORAÇÕES HUMANOS AMIZADES
SE TÃO CONTRÁRIOS ASSIM É O MESMO AMOR?
AUTOR: LUIS VAZ DE CAMÕES


segunda-feira, 3 de setembro de 2007

UMA BOA SEMANA A TODOS QUE ME VISITAM





**A MINHA MÚSICA**



ñ